Testemunhos

Ana, 36 anos

“A minha experiência com a Dra. Isabel foi excelente. Obtive os melhores resultados possíveis e expectáveis, e neste momento consigo controlar o meu problema de ansiedade com o qual me debatia há mais de 20 anos. Neste momento consigo concentrar-me e focar-me em outros aspectos da minha vida e viver a vida como nunca me foi possível fazê-lo. Aconselho que possam ter sessões com a Dra. Isabel, visto ser uma profissional exímia, e com o currículo profissional correcto e adequado para a resolução de situações de carácter psicológico.”

Ana, 36 anos, Enfermeira, Madrid.

Susana, 44 anos

“Das melhores decisões que tomei na minha vida, foi recorrer aos serviços da Dra. Isabel Rebelo.

Fui com o objectivo especifico de emagrecimento, e alguns dos meus hábitos mais enraizados foram sendo alterados. Hoje, já com menos cerca de 10kg, tenho a plena consciência que sem ela nunca teria sido possível. A somar e em simultâneo, tenho melhorado em outros aspectos da minha vida, tais como a auto-estima e confiança. A minha vida já mudou para melhor, e sei que enquanto puder, vou continuar a recorrer aos serviços da Dra. Isabel, pois tenho a certeza que me vai continuar a processar outros “milagres”. Obrigada!:)”

Susana, 44 anos, Directora financeira

Miguel, 18 anos

“Tive uma óptima experiência com a terapeuta Isabel.

Procurava melhorar o meu problema de gaguez.

Após várias sessões consegui através da hipnose enfrentá-lo de forma diferente e de forma indireta.

Estou mais confiante e menos ansioso no momento de falar em público”

Miguel Carmo, 18 anos, 1º ano da universidade

Júlio, 57 anos

Muito boa tarde Isabel,

Estou a relatar e a realçar os trabalhos realizados no Instituto de Hipnoterapia que foram bastante positivos, não esperava resolver o meu caso de fobias, que perturbavam a minha vida, havia já alguns anos.

Bem hajam as pessoas que trabalham neste Instituto, só tenho a agradecer.

JA, Reformado, 57anos

 

Ana, 50 anos

Sou a Ana, tenho 53 anos e excesso de peso. Não costumo abrir as ofertas que me enviam mas naquele dia fi-lo e encontrei a página da Dra Isabel.

Decidi tentar fazer hipnose para me ajudar a perder peso. Inicialmente pensei que não conseguia mas com a sua ajuda já consigo controlar a(s) minha(s) fome(s) e ter motivação para mudar ainda mais a minha forma de usar a comida e de estar na vida.

Desde do primeiro momento que senti calma, tranquilidade e profissionalismo nas nossas sessões e sentia-me mais motivada sempre que saía delas. Com essa ajuda e os áudios que tenho espero daqui a 1 ano mostrar-lhe uma Ana completamente diferente da que entrou no seu consultório em Fevereiro.

Obrigada pela sua ajuda. Não tenha dúvidas de que indicarei a sua disponibilidade e profissionalismo para ajudar pessoas com problemas.

Ana, Psicóloga, 50 anos

Sofia, 40 anos

Nunca pensei que era possível mas consegui, deixei de fumar!!

Depois de algumas tentativas falhadas,  com a ajuda da Hipnoterapia foi mais fácil.

Os medos, os receios, a privação e a ansiedade é o que muitas vezes nos faz desistir mas com a hipnose aprendi controlar o estado de ansiedade e estou muito mais calma e paciente.

 

Sofia, 40 anos; Gerente de Salão de Cabeleireiro e Estética

Alice, 18 anos

A transição do ensino secundário para o superior, no meu caso, traduziu-se numa série de mudanças com as quais não foi fácil lidar.

O somatório de todas as alterações no meu dia-a-dia (desde mudar de casa, habituar-me a um ritmo de estudo muito mais exigente, até pequenos pormenores como aquelas preocupações “tenho de ir descongelar o jantar”) trouxe ao de cima muitas dúvidas e inseguranças.

Até que as viagens de metro, as compras de mercearia, e todas aquelas tarefas banais se tornassem uma rotina, passei uma fase complicada, porque tudo o que é desconhecido é desconfortável, pelo que me mantinha sempre em alerta, com todas as emoções à flor da pele, o que se tornou exaustivo.

Considerei até desistir, voltar para casa, só queria fugir desta situação tão assustadora.

A Isabel deu-me uma ajuda indispensável. Nas consultas aprendi a perceber melhor as minhas emoções, a entender que me devo preocupar apenas com o que posso controlar, e assim a reflectir sobre o que estou a sentir em vez de entrar em pânico logo à priori.

Ao ser capaz de gerir as minhas emoções, canalizando-as da forma mais conveniente, o meu quotidiano passou a ser mais tranquilo, conseguindo usufruir dos momentos de lazer e aproveitar ao máximo os momentos de estudo, alcançando bastante bons resultados académicos.

 

Alice, 18 anos; Estudante do 2º ano do Técnico

Marta, 44 anos

Chamo-me Marta e tenho 44 anos. Como tantas outras mulheres a partir de determinada idade entrei no mundo das dietas … ora com acompanhamento, ora sem.

No início até tinha resultados. Não os pretendidos na totalidade, mas conseguia baixar o peso. Com o passar do tempo foi ficando cada vez mais difícil.

Em Outubro de 2018 tomei uma decisão. Após ter investigado na net, entrei em contacto com Dra. Isabel Rebelo para me ajudar a perder peso através da hipnose.

Comecei com 83 kg e estou neste momento com 67 kg. Nunca pensei que seria tão simples e natural e era precisamente isto que eu precisava e procurava.

Um processo tranquilo, sem preocupações se vou passar fome, se vou andar ansiosa com o que vou comer e quando vou comer … é realmente simples, tranquilo

e acho que é por ser assim que tem resultados visíveis e concretos.

Estou verdadeiramente feliz por ter tomado aquela decisão em Outubro de 2018 e mais feliz ainda por ter chegado ao meu objectivo.

Beijinho

Marta, administrativa de uma empresa de chocolates

Luísa, 64 anos

Tenho 64 anos. Desde os 18 anos que lutei contra o excesso de peso. Experimentei todas as dietas. As que estavam na moda e as que os nutricionistas recomendavam.

Experimentei todos os truques, incluindo substitutos de refeições. Mas o gráfico do meu peso ao longo dos anos é feito de altos e baixos recorrentes durante todos estes anos. Mais recentemente ouvi falar em fome emocional.

Fez-me muito sentido. Psicoterapias. Convencionais e outras. O diagnóstico parecia-me certo, mas as soluções deram em nada.

Muitos nutricionistas, endocrinologistas, dietistas, psicoterapeutas e milhares de euros depois, tentei a hipnoterapia.

Não pedi para emagrecer, mas para resolver a compulsão para a comida. Em quatro sessões tinha o problema resolvido.

Logo na primeira sessão a Isabel eliminou o meu eterno problema com os doces. Em cada uma das outras sessões fomos destruindo maus hábitos entranhados muito fundo. Depois foram mais umas sessões para consolidar.

Finalmente sinto-me normal! Só como ás refeições e até saciar a fome. Como deve ser.

Claro que estou a perder peso! Mas isso é apenas uma consequência do funcionamento diferente do corpo.  Sem dietas, nem sacrifícios. Ocorre naturalmente.”

Luísa, 64 anos; Prof. Universitária

Jackeline, 45 anos

Sou Jackeline, tenho 45 anos, e desde muito cedo tenho más lembranças de uma casa em que eu vivi quando eu tinha apenas 5 anos de idade. Tanto que apelidei o quarto em que eu dormia de quarto do pânico. São muitas lembranças de medo e terror nocturno.

Mas ultimamente, depois de uma conversa que tive com minha irmã mais nova, as lembranças ficaram mais vivas e a angústia em relação àquela casa aumentou.

Em forma de sonhos e até pesadelos, parecia que o meu inconsciente estava a me dizer que eu precisava me libertar daquelas impressões.

Então, por sugestão de uma prima, resolvi recorrer à hipnose para tentar desvendar o mistério. Segui a voz no meu interior e fui a procura de ajuda.

Para minha felicidade, encontrei a Dr.ª Isabel, via internet. Foi providencial esse encontro, não só pela sessão em si mas pelo processo de cura que se iniciou daquele encontro.

Em uma única sessão de hipnose consegui, não só recordar os momentos que travaram a minha vida, mas consegui perceber como aquelas vivências na infância ditaram o meu comportamento até os dias de hoje e isso fez todo o sentido para mim.

Eu vivi praticamente 40 anos presa dentro de um medo que não me pertencia. E com a ajuda da Dr.ª Isabel pude perceber tudo isso e muito mais.

Hoje sinto-me mais consciente e mais confiante em mim mesma. O processo só está no começo, mas sem a ajuda da Dr.ª Isabel, e toda a sua competência, isso jamais teria se iniciado.

Obrigada Dr.ª Isabel, agradeço do fundo do meu coração.

 

Jackeline, 45 anos, gestora comercial

Inês, 45 anos

Bom dia Isabel,

Há meses que penso quase diariamente em lhe escrever para lhe dar o feed-back dos bons resultados das sessões de hipnoterapia.

Como talvez se lembre (tanto tempo depois, compreendo que não se lembre) parti para uma verdadeira aventura em França, onde cheguei com 3 malas e uma reserva de 2 noites num hotel mas com o plano de ficar um ano uma vez que o meu marido iria iniciar um contracto na semana seguinte.

Foi uma verdadeira maratona, começando pela procura de casa, escolhendo um bairro a que correspondesse uma boa escola para o nosso filho, isto numa cidade que nos era completamente desconhecida.

No inicio pensei que a minha falta de apetite se devesse a todo este stress conjugado com o imenso calor que fez aqui no verão. A verdade é que comecei a emagrecer porque comia pouco e deixei completamente de pensar em comida, ao contrário do que acontecia antes. Lembro-me de pensar numa frase … “É uma grande liberdade sentir que já não é a comida que manda em mim. Sou eu que controlo facilmente a forma como ela me dá prazer e contribui para a minha saúde.”

No entanto penso que o meu lado inseguro impediu-me de assumir isto como uma verdade duradoura. Pensava…” é do calor e do stress, quando fizer frio vou voltar a comer e a engordar”. Mas o frio chegou (e em força),  com ele veio a vontade de comer uma pouco mais de gordura e um enorme prazer do chocolate nos dias cinzentos, mas sem excessos e portanto os bons resultados têm-se mantido. Hoje estou certa de que estes resultados são fruto de um trabalho que fizemos juntas e não seria justo não os partilhar consigo.

Toda a roupa de inverno de fica larga, tive que renovar praticamente todo o guarda roupa, na verdade passei do 40 para o 38. Ainda não comprei cintos novos mas os que tenho ficam largos depois de diminuir 3 furos e chegar ao último.

O peso actual não sei bem porque no fim de toda esta mudança ainda não tenho balança em casa mas há 3 semanas fiquei num hotel na Alemanha que tinha uma e tive uma alegre surpresa: 63 kg. Pensei logo: está cumprido o contrato assinado com a Isabel.

Um beijinho e obrigada

Inês, 45 anos, Eng. Mecânica

Quer saber mais? 

Então clique no botão.

Marcar Consulta